ATERRO SANITÁRIO: UMA SOLUÇÃO MENOS INTELIGENTE

Updated: Feb 16, 2019


A construção de aterros sanitários em municípios é um assunto polêmico e bastante debatido entre os profissionais das áreas que se referem ao meio ambiente.


Após a edição da Lei de saneamento básico, criada pelo Governo Federal (Lei nº 11.445, de 5 de janeiro de 2007) , muito tem se discutido sobre saneamento ambiental e resíduos sólidos em todas as regiões do território nacional. E, contudo, e por pressão e questionamentos da sociedade, os governantes precisam criar soluções eficientes para o destino desses resíduos que são consumidos diariamente por cada um de nós e pelas nossas organizações.


Leigos no assunto acreditam que a implantação de um aterro sanitário é a solução para os problemas de resíduos inaproveitáveis, porém, especialistas na área confirmam que esse recurso só deve ser utilizado em último caso, pois, tudo o que é jogado fora pode ser reaproveitável, seja transformado matéria orgânica em compostagem, ou “lixo” em materiais recicláveis.


Um grande aterro sanitário no meio do município, onde todo resíduo sólido será depositado, não é a solução mais cabível para resolver o problema do lixo. Pensar que a biorremediação é uma proposta melhor para o destino final dos resíduos é subestimar a capacidade intelectual da sociedade que espera por melhorias conscientes. E utilizar o material jogado fora como fonte de energia ou transformá-lo em algum material aproveitável, seria algo consciente e eficaz das nossas autoridades.


O aterro sanitário é uma boa opção para as empresas privadas menos conscientes, que não sabem da importância de reciclar e acreditam que confinar materiais em baixo da terra, contaminando o ambiente, é a maneira mais rápida e prática de obter lucro sem se preocupar com as conseqüências.


Ao contrário, nós, agentes ambientais conscientes e preocupados com o futuro das próximas gerações, queremos o contrário: reaproveitar e transformar a maior quantidade possível de lixo e assim gerar empregos, desenvolver tecnologias, estimular empresas, descentralizar, economizar energia e matéria prima.



Mais do que nunca, está na hora de mudarmos o quadro ambiental que se torna cada vez mais agravante em grandes e pequenas regiões do Brasil e do mundo. Olhar com dedicação os problemas ambientais se torna cada vez mais importante e por que não dizer um dever de nossas autoridades, principalmente, nos dias atuais, em que a conscientização está sendo discutida e exigida pela maioria dos cidadãos que estão sentindo na pele que é preciso preservar e se conscientizar dos efeitos causados pelos homens ao meio ambiente.


Nós temos a Solução e Somos a Solução para toda essa Problemática.

Avante Elo Social Brasil.

"Lixo Zero Social dez"

"Passando o Brasil a Limpo".



38 views1 comment

Diretoria de Implantação de Projeto:

Rua Cecília Bonilha nº 145, São Paulo - Capital - (Sede Própria) Telefone: +55 (11) 3991-9919 Todos os Direitos Reservados​ © 2018

"Movimento Passando o Brasil a Limpo"